LiveZilla Live Chat Software
(55) 3028.6888
marketing@desinservice.com.br

A utilização correta de armadilhas luminosas na indústria de alimentos

armadilha luminosa

As Armadilhas Luminosas têm sido imprescindíveis quando o assunto é controle de insetos sem produtos químicos.

Esses equipamentos foram registrados no Brasil na década de 80 através do método de eletrocussão, que mata os insetos com choque elétrico, podendo despedaçar o artrópode e contaminar os alimentos que estão em preparo ou armazenamento. A partir da década seguinte, veio dos EUA uma armadilha que apresenta um grande diferencial: lâmpada UV. Além disso, ela não apresentava como método de controle o choque, mas sim um adesivo em que os insetos ficariam aderidos após serem atraídos pela luz emitida pela lâmpada. Esse princípio evita a possível contaminação, o que assegura sua utilização em ambientes alimentícios, principalmente. O novo modelo ganhou mercado e o método de eletrocussão ficou obsoleto, pois além da maior higiene a atualização no controle de insetos era ainda mais eficiente.

Atualmente, há diversos modelos disponíveis no mercado de armadilhas luminosas com o método de adesivo, diferenciadas por tamanho, potência da lâmpada utilizada e abrangência do ambiente em controle, com alcance entre 15m2 a 120m2. Com o passar do tempo, dependendo da infestação de insetos no local, a empresa responsável deve alertar para a instalação de mais armadilhas, para que haja um melhor controle.

Alguns cuidados são essenciais para que o equipamento possa ter ainda mais eficiência:

1.    Deverá haver a troca de refil quando o adesivo já estiver com 70% de sua superfície com insetos, ou quando não estiver mais adequado para uso, como em ambientes com muita poeira;

2.    As lâmpadas têm vida útil estimada pelo fabricante, sendo normalmente cerca 4.500 horas. Então, se ela ficar ligada durante todo dia, devera ser substituída em média a cada 190 dias. Em algumas situações, como desligamento de rede elétrica ou variação no fluxo de energia, a lâmpada pode ser danificada;

3.    Não instalar o equipamento em locais muito úmidos ou embaixo equipamento de ventilação, área externa, próximo de buffet, sendo necessário afaste no mínimo 2,5 metros de distância, locais de muita produção de pó ou poeira, ao lado de janela ou porta com muita entrada de luz solar;

4.    O equipamento deve ser mantido limpo sempre que possível.

Por esse controle não utilizar produtos químicos, muitas empresas têm aderido à instalação em das armadilhas, garantindo mais qualidade e segurança para o seus alimentos, sendo um item obrigatório em seus ambientes.

Jefferson dos Santos Hoffmann, CEO da Desinservice.

Fonte: http://news.certifee.com.br/artigo/A-utilizacao-correta-de-armadilhas-luminosas-na-industria-de-alimentos